Plenário da Câmara de Campo Belo aprova Lei que permite a compra de imóvel

SAM_7146

Resistência vencida: Por 9X5, o Projeto de Lei 25/2015 (autoria Executiva) tem o aval da maioria do Legislativo. A abertura de crédito adicional especial são parcelas de R$ 300 mil.

SAM_7145

Nove dos 15 vereadores da Câmara de Campo Belo, sul de Minas, aprovaram na noite desta segunda-feira (21/09) a Proposição de iniciativa do prefeito Richard Miranda Resende, que permite a abertura de crédito para a compra de um imóvel para ser a sede do Legislativo da cidade. A Lei, que teve a dispensa de interstício solicitada pela vereadora Fátima Salume Mati (uma votação prevalecendo por todas), recebeu uma Emenda proposta pelo vereador Wilson Pimenta. Ela estabelece que a aquisição necessitará da apreciação do Plenário. Vereadores favoráveis foram: Luiz Libério dos Santos; Célio Lopes; Ênio Ribeiro; Flávio Bechir; Fátima Salume; Marilena Neves dos Passos (Leninha); Wilson Pimenta (Café Casarão); Antônio (Toninho Pimenta) e Gilberto Rios (Fininho). Contrários à compra: Luciano Alvarenga; Carlos Alberto Chaves (Tchuca); Rosângela Sousa Oliveira (Kasaca); Maruzan Cardoso Vilela e Pedro Roberto (Pedrinho da ambulância). José Martins (Zé do Champagne) era contra, mas não votou pois está em São Paulo em um procedimento cirúrgico.

SAM_7165Esta votação é polêmica, muitos campobelenses se manifestaram contrários à ela, inclusive em redes sociais. Os vereadores que discordavam do texto tentaram convencer os colegas de que o momento é inoportuno, iniciativa em vão. Durante a tramitação da matéria, Tchuca apontou pelo menos três pontos falhos no Projeto, em sua visão.  Um deles refere-se ao artigo que desrespeitaria a Lei 8.666/93 (Lei de Licitação). O professor também indicou que a nova propriedade permanecerá no nome do município, como é a atual sede.

print foto camara 2

Para ele, há erros também na origem da solicitação da abertura de crédito. “No § 3º – ‘Para a Câmara Municipal quando houver necessidade de reforço’, – diz o texto que o parlamentar discorda. Após 4 meses de tramitação a matéria foi aprovada

4 comentários em “Plenário da Câmara de Campo Belo aprova Lei que permite a compra de imóvel

  • 23 de setembro de 2015 em 13:52
    Permalink

    Verdadeiramente, um absurdo! Será que esses parlamentares que votaram favoravelmente não estão acompanhando as notícias diárias? Não entendem o enfraquecimento da economia brasileira? Decepção para nós campobelenses! Vamos ter que pensar muito para a escolha de nossos representantes no legislativo no próximo pleito. Decepção em dobro, pois meu pretenso candidato votou favorável a esse projeto absurdo. Minha forma de protesto, não voto nele nunca mais!

    Resposta
    • 23 de setembro de 2015 em 15:42
      Permalink

      Vou ficar de olho nisso também! Estão de parabéns, os que mantiveram seu não, e os que tiveram coragem de mudar seus votos, após refletirem melhor.

      Resposta
  • 23 de setembro de 2015 em 15:38
    Permalink

    Desta vez, mais alguns têm meus parabéns, inclusive José Martins que não pode votar para impedir esse despautério. Agora é esperar, pra saber onde vão se esconder, pra continuar nos desmandos. Se na área central, já não são fiscalizados… Penso que um bom lugar, seria lá no inútil aeroporto. A área é grande, e fica bem longe. Afinal, alguém usa aquilo, que não os …………?????

    Resposta
  • 23 de setembro de 2015 em 17:07
    Permalink

    Que vergonha para esses nove mas o pastor Luís Libério???
    Decepção para os membros da igreja, decepção como líder. Tantas prioridades na cidade e vocês aprovam um absurdo desses???
    Richard Miranda já não é de se esperar muita coisa, desse eu nem falo, o resto do vereadores também, farinha do mesmo saco mas o pastor??? Eu apostava que ele votaria contra.
    Decepção.
    Onde eu falo que Cristianismo passou longe da Quandrangular como passou longe dos crentes.
    Vergonha!
    Triste pois a maioria da minha família são liderados pelo Sr Luís mas infelizmente pra mim acabou a moral.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!