Grupo promove passeata a favor da Francesa em Campo Belo MG

SAM_7481

Uma ONG também quer propor à administração algumas sugestões para melhorar o “Abrigo da Duda”, entre elas, conscientizar a população sobre o crime do abandono de animais.

O ponto de encontro dos manifestantes foi praça Oscar Botelho no inicio da noite de quarta-feira (07). Eles iniciaram o trajeto descendo a Av. Afonso Pena, passaram pela Quintino Bocaiuva, subindo à João Pinheiro. Com cartazes e folhetos informativos, pediram que o “Abrigo” fosse devolvido à Fabiana Suza Silva (Francesa). Bruno Daniel, membro da ONG Guardiões da Mata Atlântica, disse que o objetivo da passeata era mobilizar as autoridades com relação as medidas tomadas no Abrigo (que atualmente tem 300 cães). Ele tem conhecimento da decisão judicial, que obrigou o município a interditar a chácara, mas acredita que a Organização Não Governamental e os voluntários podem ajudar na questão. O manifestante também reconhece que as estruturas atuais não são adequadas para a qualidade de vida dos animais.

12096238_1640678589520312_433061717442311027_n

Segundo Bruno, reivindicar um espaço para alojar os animais abandonados da cidade é um dos objetivos da manifestação. “Há muitos cachorros abandonados nas ruas e esta realidade precisa mudar, evitando-se que os animais não se tornem um perigo á saúde pública”, avaliou o integrante da Guardiões da Mata Atlântica.

Ele reconhece que o lugar onde os animais estavam alojados era inadequado e faltava estrutura. “Firmar pareceria e dar condições de abrigar esses animais”.

No dia 25 de setembro de 2015, o Abrigo foi interditado cumprindo decisão judicial. À esquerda (Fabi-Francesa); Polícia Ambiental e a Procuradora do Município.  Foto: (Prefeitura de Campo Belo)

SAM_7484

Ainda segundo ele, irão reivindicar junto ao município a cessão de espaço, pois o canil não tem condições de abrigar o número de animais abandonados em Campo Belo. “Temos veterinários voluntários e a prefeitura nos ajudariam a manter o abrigo com alimentação e fornecendo um imóvel adequado”.

Bruno avaliou a passeata como positiva. “Primeiramente queremos agradecer a presença de todos que compareceram e participaram na passeata em prol do abrigo da Duda. Dizer que como cidadãos vocês mostraram hoje que fazem a diferença na cidade de Campo Belo e afirmar que este é apenas o começo da nossa luta para que possamos cada vez mais sermos um exemplo em nossa comunidade. A partir de agora a nossa ONG se compromete a elaborar o projeto para dar auxilio ao abrigo. Contamos com o apoio de todos vocês”, declarou Bruno Daniel.

ONG: Guardiões da Mata Atlântica

Bruno Daniel explica as propostas da Organização para abrigar os cães abandonados nas ruas da cidade.

2 comentários em “Grupo promove passeata a favor da Francesa em Campo Belo MG

  • 8 de outubro de 2015 em 17:46
    Permalink

    Boa a iniciativa da população em reivindicar o espaço do canil, do que acho também que além de manifestar a população deveria ajudar com um multirao de limpeza e organização do canil, ao invés de só manifestar na rua ou em rede social. vamos colocar a mão na massa e vamos ser voluntários em multirao ou nas horas vagas. obg espero que a população se conscientize e ajude o canil..espero tambem que essa ideia seja divulgada pois os animais precisam de ajuda e já.

    Resposta
  • 8 de outubro de 2015 em 22:27
    Permalink

    Mesmo com poucos recursos, lógico, impossível para uma pessoa sozinha cuidar de 300 animais, Fabiana não lhes deixou faltar amor. Parabéns a esta francesa que, abdicou de sua vida para dedicar à causa animal. Parabéns, Duda e que Deus cuide de vc com todo o carinho com que vc defende vidas.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!