Campeão de Jiu-Jtsu Mundial fala sobre sua trajetória.

11903803_858285104260653_5038472104202079934_n

Ao Diariocampobelo.com, o atleta de Campo Belo (MG) conta sobre seus desafios; derrotas, vitórias e reconhece o incentivo de cada colaborador. Disse que o esporte transformou sua vida e seu comportamento social e pessoal. “Me tornei uma pessoa melhor”.

Thales Alves  defendeu brilhantemente a categoria: faixa azul, adulto, peso pluma em Belo Horizonte, no último dia 23 de agosto.

Thales treina desde os 11 anos. No começo de fevereiro de 2015 parou de treinar para estudar, e ficou sem praticar o esporte até julho. “O Jiu-Jitsu é magnífico e para mim insubstituível. Era necessário retomar os treinos. No meu retorno treinei apenas 23 dias para o campeonato que aconteceria em Campo Belo, mas não foi o suficiente. Disputar um campeonato requer mais tempo de treino, e como eu o estava sem ritmo não consegui vencer”, declarou o atleta, que não desistiu de seus sonhos.

A fé, depois dessa derrota, o fez reerguer. “Coloquei em meus pensamentos e orações que queria ir mais longe , que queria ganhar campeonatos maiores. Apareceram, então, alguns patrocinadores que me ajudaram com despensas para a Copa do Mundo ocorrida em Belo Horizonte”, citou.

11911645_1026514837367812_2050360884_n

O Jiu-Jtsu foi descoberto pela curiosidade, segundo Thales. “Comigo não foi diferente . Quando criaram uma academia no Alto das Mercês, fiquei bastante curioso em conhecer e saber como era o esporte. Outro fator foi a proximidade do Sensei ( professor ) ser amigo do meu pai a bastante tempo. Graças a Deus tirei minha curiosidade e acabei me apaixonando pelo Jiu Jitsu, que na verdade não é apenas um esporte e sim um estilo de vida”, classificou o campeão mundial.

11201868_697672750363106_3370792709442783277_n

Ele garante que o esporte o transformou totalmente. Passou de um menino chato, que era estressado com tudo , à um garoto de bem com a vida e bem mais feliz . “O Jiu Jitsu mudou tanto minha forma de agir a determinados fatos á forma de pensar sobre certas coisas . Mudou minha forma de alimentação; Na verdade mudou meu estilo de vida, praticamente me tornei outra pessoa quando comecei a treinar. Até minha família identificou as mudanças: como eu era antes e como  estou agora. E sou muito grato ao Jiu-Jitsu e ao meu professor Franklin Moreira por me ajudar em tudo”, reconheceu.

Para ele, a vitória do campeonato é inexplicável. “Só quem já disputou um campeonato e mesmo ganhando ou perdendo sabe como é. Graças a Deus, tenho tido só alegria, e isso significa muito. Na verdade significa quase tudo , porque treinar semanas e semanas seguidas, sacrificar-se no final de semana – substituir a saída com os amigos e comer uma pizza ou um lanche, por ficar em casa com uma alimentação mais saudáveis, pois não pode engordar – não é uma tarefa fácil. É muita entrega de vontades e desejos. Logo após esses sacrifícios e dias e dias de treinos duros , vem a vitória em um campeonato, que é um sentimento inexplicável de se descrever . E tudo o que eu tenho e já conquistei primeiramente eu dedico a Deus , por ser Dele toda glória e aplausos”, disse. 11889408_846910492071080_4953617434194852550_n

Ele não se esqueceu de seus incentivadores. “Queria agradecer aos meus patrocinadores , TUDEC , Ministério Aldeia Leão , Associação Arca da Vida e Academia Phisical”, lembrou o campeão.

Fotos: Reprodução Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!