Adolescente de 14 anos morre após tentativa de assalto em Lavras-MG

delegacia_depol_policia_civil_foto_jornal_de_lavars_1

Polícia Civil concluiu que policial militar agiu em legítima defesa quando atirou no menor que empunhava a arma usada no assalto. Militar estava à paisana em motocicleta quando foi rendido em semáforo.

Um adolescente de 14 anos morreu depois de ser atingido por um tiro disparado por um policial militar à paisana durante um assalto às 19h30 de quarta-feira (24), em Lavras(MG). Segundo o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, o policial estava na Avenida Rotary, que liga os bairros Vale do Sol e Bela Vista, quando foi surpreendido pelos assaltantes. Ele parou sua motocicleta Honda XRE-300, com placa de Lavras, no semáforo de uma passagem sob a linha férrea, momento em que dois rapazes anunciaram o assalto. Ao se identificar como policial, um dos suspeitos reagiu e o militar teria atirado para se defender. O rapaz morreu e o outro suspeito conseguiu fugir.

Ainda segundo a PM, um deles sacou uma arma e anunciou o assalto dizendo: “Perdeu! Perdeu! Perdeu! Desce da moto”. O rapaz que segurava a arma bateu repetidas vezes no capacete do policial militar com a coronha do revólver.

O comparsa segurou a motocicleta enquanto o militar descia e imediatamente subiu no veículo. O rapaz que segurava a arma subiu na garupa e quando iniciaram a fuga, a vítima se identificou como policial militar, dando ordem de parada aos infratores, ocasião em que o garupa virou parcialmente o corpo e apontou sua arma na direção do militar que, para defender sua própria vida, efetuou um único disparo contra o infrator armado, que caiu da motocicleta.

Duas testemunhas assistiram tudo, uma delas é médico e ainda socorreu o jovem ferido, que foi levado para a Unidade Regional de Pronto Atendimento (Urpa), onde deu entrada já sem vida. O rapaz foi identificado, ele era menor e tinha 14 anos.

Ele foi identificado como Igor Ivens Ribeiro, de 14 anos, e o corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Lavras.

A perícia apreendeu no local um revólver calibre 22 com capacidade para 10 tiros, que estava com quatro cartuchos e pertenceria ao adolescente. Também foi apreendida a arma do policial, uma pistola Tauros calibre 380 com capacidade para 12 tiros, que estava com 11 cartuchos.

Segundo a Polícia Civil, o sargento foi preso em flagrante e levado para a delegacia, onde foi ouvido e liberado porque ficou comprovado, em um primeiro momento, que ele agiu em legítima defesa. Após perícia, a arma foi devolvida para o policial. A Polícia Civil vai investigar o caso como roubo.

O capitão da Polícia Militar, Rodrigo de Fátima Afonso, informou que o policial faz trabalhos internos no batalhão e provavelmente não será afastado. Ele deve voltar a sua função sendo acompanhado por um psicólogo. O capitão disse ainda que o crime não deve ser investigado também pela Justiça Militar, já que ele estava à paisana no momento da ocorrência.

A polícia também já identificou o outro suspeito, que teria 18 anos, mas até a publicação desta reportagem, ele não havia sido encontrado.

Fonte: Jornal de Lavras

Foto: Reprodução EPTV

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!