Deputado Osvaldo cobra explicações sobre cães encontrados em freezer no canil de Campo Belo

Como foi constatado no Boletim de Ocorrência, emitido em 24/02/22, onze cães mortos estavam no freezer do canil.  (Foto: Arquivo DCB)

Uma polêmica tomou conta das redes sociais após o Deputado Estadual Osvaldo Lopes divulgar um vídeo com imagens de 11 cães do canil de Campo Belo (MG) e alertar acerca de uma investigação que tenta descobrir se houve ou não envenenamento de animais. O fato veio à tona em fevereiro desse ano e um Boletim de Ocorrência foi registrado pela Polícia Ambiental, de acordo com a assessoria do parlamentar. O vídeo divulgado nas redes sociais do legislador no último final de semana também foi repostado pela OAB Minas. Rapidamente repercutiu e a assessoria da Prefeitura de Campo Belo se manifestou. Em nota publicada na página oficial no facebook, a Prefeitura diz que a informação foi recebida com surpresa e repudiaram a postagem do deputado estadual Oswaldo Lopes em um vídeo “sobre o suposto envenenamento de animais”. A nota ainda confirmou que embora as imagens sejam reais, não são atuais e foram registradas há mais de 3 meses quando uma protetora esteve no canil e viu veneno de rato em uma baía, segundo a prefeitura, isolada – onde não havia cães. A assessoria sustenta que o veneno foi colocado para combater a praga de ratos no local.

Conforme o assessor jurídico do Deputado Osvaldo Lopes, Victor Thalles, as imagens contidas no vídeo são fundamentais para compreender o caso. “Divulgá-las permite que a população reconheça a gravidade da situação, e saiba o que está acontecendo no canil de Campo Belo. São imagens que chocaram todos os membros de nossa equipe, porém, em um caso delicado como este, não as divulgar seria dificultar o acesso à verdade”, consta em uma das respostas ao questionamento feito a assessoria do parlamentar pela produção do DCB.

Entrevista Deputado Osvaldo Lopes: Caso cães (canil) de Campo Belo

1. Quando o Deputado Osvaldo Lopes tomou conhecimento sobre o caso do canil em Campo Belo?

Assessoria: Fomos informados sobre o caso na quarta-feira, dia 22/06, por representantes da proteção animal de Campo Belo.

2. Os cães estavam no freezer do canil? Esse é o procedimento correto? Quantos eram?

Assessoria: Como foi constatado no Boletim de Ocorrência, emitido em 24/02/22, onze cães mortos estavam no freezer do canil. A informação também foi reiterada por servidores do município. Reconhecemos que Campo Belo não possui Instituto Médico Legal Veterinário, o que dificulta os procedimentos pós-morte e também a investigação das causas que levaram os cachorros a óbito. Entretanto, é necessário que os servidores do canil tenham os registros de cada um dos corpos, contendo horários, suspeitas e causas da morte. Caso não haja, é possível afirmar que houve conduta imprópria por parte do Canil Municipal de Campo Belo.

3. Vocês entendem que há maus tratos?

Assessoria: Esta é uma afirmação que só poderá ser feita por legistas e investigadores após a conclusão de um inquérito. Caso seja constatado que os cães morreram por envenenamento, se trata, sim, de um crime hediondo de maus tratos. Segundo informações recebidas, o material a ser analisando ainda se encontra na delegacia aguardando encaminhamento.

4. É normal ter veneno de rato onde há um grande número de animais?

Assessoria: Em um local onde deve-se preservar pela integridade dos cães resgatados, expor os animais a uma substância letal é uma conduta inadequada e irresponsável. Por mais que os funcionários desejassem, de fato, acabar com a infestação de ratos, seria necessário agir com extrema cautela, sem que os animais resgatados pudessem entrar em contato com o veneno.

5. Quais as providências tomadas?

Assessoria: O Ministério Público, a Polícia Civil e a Comissão de Direito dos Animais da OAB/MG foram solicitadas, através de ofício enviado por nossa equipe, para que as providências necessárias sejam tomadas. São elas:

1. A instauração de um inquérito para investigar se os cãezinhos foram mortos por envenenamento e avaliar a conduta dos funcionários.

2. Caso haja alegação de má conduta no inquérito, a instauração de um processo judicial.

6. Há um processo de investigação acerca da causa morte desses animais?

Assessoria: As informações obtidas por nosso gabinete, em contato com o Ministério Público e a Polícia Civil, constam que um inquérito ainda não foi instaurado até o momento e que os animais mortos ainda não foram periciados pelo IML.

7. Houve arquivamento do caso por parte do MP?

Assessoria: Pelo que temos conhecimento, o caso não se encontra arquivado, diferente do que foi alegado pelo Executivo Municipal.

8. Por que a assessoria divulgou um vídeo com imagens dos cães?

Assessoria: As imagens são fundamentais para compreender o caso. Divulgá-las permite que a população reconheça a gravidade da situação, e saiba o que está acontecendo no canil de Campo Belo.
São imagens que chocaram todos os membros de nossa equipe, porém, em um caso delicado como este, não as divulgar seria dificultar o acesso à verdade.

9. O Deputado enviou emenda parlamentar para a causa animal em Campo Belo? Era a Ong 4 Patas? Esse recurso foi destinado corretamente? Ou há algo que impeça de ser entregue à Ong?

Assessoria: O gabinete do deputado estadual Osvaldo Lopes vem tentando enviar recursos para o município desde o ano de 2020, mas, por inércia por parte do Executivo municipal, as tentativas não foram bem-sucedidas. Nosso mandato se mostrou proativo em auxiliar Campo Belo com emendas parlamentares, o que não foi correspondido.
Um dos objetivos, além do fortalecimento da saúde pública e combate a zoonoses, era de que o município estabelecesse convênio com associações com experiência no cuidado aos animais, visto a situação atual do canil e dos animais no município. A ação não foi efetuada pela Prefeitura.

10. E o vídeo feito por um assessor criticando o deputado, as informações contidas nele procedem?

Assessoria: As informações são improcedentes e apenas reiteram a atitude do Executivo de impossibilitar o desenvolvimento da proteção dos animais em Campo Belo.

Mesmo após a repercussão do caso, não houve demonstração do Executivo em procurar respostas para o episódio. O assessor, que, ao invés de estar cobrando por ações proativas para evitar mais acontecimentos como este, está preocupado em atacar o deputado Osvaldo Lopes por ter trazido as informações à público e levantar questionamentos sobre um serviço gerido pela Prefeitura.

11. Quais atitudes serão tomadas pela assessoria do deputado diante da repercussão da fala do assessor?

Assessoria: A assessoria jurídica de nosso gabinete está analisando as medidas a serem tomadas. Até o momento, porém, a nossa prioridade é cobrar pela instauração do inquérito policial, para que o caso seja devidamente avaliado por especialistas. Caso seja comprovada a má conduta por parte dos funcionários do canil, as acusações deste assessor serão lembradas apenas como inverdades e uma tentativa de acobertar um ato hediondo contra os animais.

Entenda o caso

A assessoria do Deputado Estadual, ativista na causa animal, postou em redes sociais o caso registrado no canil de Campo Belo onde vivem cães resgatados das ruas.

“O canil municipal de Campo Belo, no sul de Minas, é suspeito de envenenar cães resgatados e o caso foi parar na polícia. A denúncia foi feita por ativistas da ONG Amigos de 4 Patas de Campo Belo, que visitaram o local em fevereiro deste ano. A protetora Ana Carla Maia afirmou ter encontrado guardanapos com veneno de rato deixados no chão, onde transitavam os cães resgatados.

A Polícia Militar foi acionada e confirmou o fato. No freezer do canil estavam 11 cachorros mortos, que vieram a falecer por causas ainda desconhecidas.

Funcionários do local alegaram que o veneno foi deixado propositalmente para combater uma infestação de ratos, a fim de evitar a proliferação de doenças aos cãezinhos.

A equipe do deputado Osvaldo Lopes cobrou pela instauração de inquérito, e, até o momento, aguarda informações solicitadas ao Ministério Público.

E você, o que acha que deve ser feito? ”, consta no texto publicado nas redes sociais do parlamentar juntamente com um vídeo.

Prefeitura

Em nota a Prefeitura se manifestou.

“O município de Campo Belo recebe com surpresa e repudia a postagem do deputado estadual Oswaldo Lopes que posta um vídeo insinuando que o Canil Municipal de Campo Belo estaria envenenando animais.
As imagens que circulam são reais, porém, não são atuais, foram feitas há mais de 3 meses quando uma protetora esteve no canil e viu veneno de rato em uma baía isolada onde não havia cães. O veneno foi colocado para combater a praga de ratos no local.

Na oportunidade a protetora acionou a Polícia do Meio Ambiente que constatou que nenhum animal do canil havia sido envenenado.

A Ong 4 Patas fotografou os animais que estavam no freezer do canil aguardando destinação correta além de evitar outras doenças e contaminações em geral. Os animais ficaram no freezer por vários meses para justamente proteger os demais e a disposição da Ong que não comprovou qualquer irregularidade, sendo que não houve andamento no inquérito policial. Na última semana o deputado Oswaldo Lopes reconheceu em ofício que o município presta relevantes serviços à causa, contudo, no mesmo ofício, pede que sejam repassados recursos a ong sem que haja a devida legalidade. Por esse motivo acreditamos que o post foi uma retaliação ao fato da prefeitura não compactuar com o pedido do deputado. Assim sendo, convidamos a todos para irem ao canil municipal e conhecer o trabalho sério dessa gestão nesta causa.

Ao longo desta gestão é notável o avanço em políticas públicas efetivas voltadas a causa animal em Campo Belo porque o executivo municipal acredita que o direito dos animais como uma questão moral antes de ser jurídica.
O município está em tratativas avançadas com o Ministério Público na construção de um TAC na qual teremos diretrizes importantes para a causa animal nos próximos anos.

Por fim, a Prefeitura de Campo Belo está à disposição para colaborar com qualquer investigação e vai tomar todas as providências contra essa denúncia leviana”.

Na postagem feita pela assessoria da Prefeitura foi mostrado um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta entre o Município e o MP com relação a causa animal. (Reprodução: Prefeitura Campo Belo)

OAB Minas repostou a publicação do Deputado Osvaldo

 

Subsessão da OAB de Campo Belo também pediu providências com relação a proteção animal. (Reprodução Prefeitura Campo Belo)

Video do assessor Gustavo Henrique.

PUBLICIDADES

Empório Cantinho Mineiro está com promoção! Seguidores da Kelly Cristina e do Diario Campo Belo tem direito a oferta: na compra de três centros de salgados, o cliente ganha um. Peça o seu. Contato: (99893-3213)
Receber condomínio por boleto é mais fácil que pessoalmente.
Procure uma de nossas agência e saiba mais!
O Hospital São Lucas tem investido a cada dia para oferecer aos pacientes o que há mais moderno no mercado na realização de exames de imagem pensando em atender a demanda de Campo Belo e região. Desta vez foi além e primou pela comodidade da população de Cristais firmando parceria com a Clínica FocoSaúde. Contato: 99864-5554
Faça o seu Plano PaxMinasPrev e comece a desfrutar das vantagens: descontos em consultas e exames e empréstimos de materiais ortopédicos. Contato: (9-9978-7558)
Faça o seu pedido pelo Ifood! Pastelaria do Nilsinho! Alto das Mercês! Contato: 9-9941-1332
Na TOMOSID você encontra mais segurança na realização do seu exame de tomografia. Nosso maior objetivo é cuidar de sua saúde da melhor maneira possível.⁣
“Diagnóstico por Imagem é a nossa especialidade. Tratar bem as pessoas, nossa vocação!”⁣
⁣⚜ Diretor Médico Técnico Dr. Frederico Cambraia⁣⁣⁣⁣⁣⁣⁣⁣
Titulo de Especialista em Radiologia e Diagnostico por Imagem⁣⁣⁣⁣⁣⁣⁣⁣
⚜ CRMMG34752 RQE10424⁣⁣⁣⁣⁣⁣⁣⁣
Peça seu orçamento, é rapidinho!
Quem olha de perto se impressiona com a quantidade de sujeirinhas e manchas que saem dos estofados durante a higienização da Limpar!
Quem olha de perto se impressiona com a quantidade de sujeirinhas e manchas que saem dos estofados durante a higienização da Limpar!
O seu carro merece o melhor combustível sempre! Que os Postos Pretrofiltros trabalham com produtos de qualidade todos os consumidores sabem. Toda essa responsabilidade foi comprovada pela fiscalização realizada pelo Ministério Público, na semana passada, por meio da Promotoria de Defesa do Consumidor nos postos de Campo Belo (MG). Um deles foi da Petrofiltros, rede Petrobras. Foram feitas aferições de quantidade e qualidade dos combustíveis, mediante a realização de testes químicos.

PRECISOU DE ÁGUA? DISQUE GÁS: 3831-1000

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!