Lavras: Tomógrafo da UPA foi sabotado; Polícia Civil já está investigando o caso

A Polícia Civil de Lavras irá investigar uma situação registrada na UPA da cidade. Uma peça do Tomógrafo que será instalado na Unidade apareceu quebrada. Todas as peças são novas e sem uso, por isso o fato intrigou os técnicos da GE (General Motors) que trabalham na montagem do tomógrafo computadorizados. Na terça-feira (15/12) teria início o treinamento para os técnicos de radiologia da UPA (Unidade de Pronto Atendimento). Porém, a peça denominada swift apareceu quebrada.  O aparelho é de ultima geração – avaliado em 1 milhão de reais. Suspeita-se de sabotagem.

Com a quebra da peça, o treinamento foi adiado e no dia seguinte, um dos técnicos abriu o equipamento para retirar a peça e enviá-la para a GE, foi quando descobriu que ocorreu uma ação criminosa de sabotagem: o tomógrafo, que nunca foi usado, estava cheio de água: um criminoso jogou água através das ventoinhas do equipamento que beneficiaria a população lavrense e da região.

Imediatamente a secretária Márcia Regina Guedes foi comunicada da sabotagem e a mesma entrou em contato com o prefeito José Cherem, que acionou a Polícia Militar, a Polícia Civil e o Ministério Público. O prefeito José Cherem entrou em contado pessoalmente com o delegado regional Josias Moreira Giffonni, que designou uma equipe para investigar o caso e chegar até o criminoso.

A Polícia Civil já requisitou filmagens de câmeras de monitoramento, todos que tiveram acesso a sala onde está o tomógrafo serão investigados pela polícia e interrogados.

Esta ação de vandalismo ou sabotagem, não pode ficar impune. O equipamento foi adquirido com dinheiro público para servir a população lavrense, sobretudo os carentes, e era a esperança daqueles que esperam há muito tempo na fila por uma tomografia.

As investigações já foram iniciadas, e investigadores da Polícia Civil certamente vão descobrir quem sabotou o equipamento e por que fez isso.

O tomógrafo adquirido pelo prefeito José Cherem para a UPA é um Revoluction ACT 16 canais, um equipamento idêntico ao que tem nos hospitais de Lavras, porém, mais moderno, com melhorias tecnológicas.

Fonte: Jornal de Lavras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!