Criminoso ambiental é preso pela 13ª vez por crime contra a fauna

A Polícia Militar do Meio Ambiente de Lavras efetuou a prisão de uma dupla por crime ambiental no município de Perdões/MG. Um dos autores já havia sido preso 12 vezes antes, pelo mesmo crime. Em desfavor deles, foram lavrados autos de infração que juntos somam R$ 315.671,58. O fato aconteceu nessa madrugada de 03 de julho de 2020.

Durante uma operação conjunta com a Polícia Militar Rodoviária, os militares deram sinal de parada para um VW Fox com placa do município de Piraí/RJ. O condutor não obedeceu a ordem de parada, empreendendo fuga e colocando em risco a integridade física dos usuários da via. Após rápida perseguição, o veículo foi parado.

Dentro do veículo, no porta malas, foram encontrados 138 pássaros da fauna silvestre brasileira em condição de maus tratos. Os animais estavam acondicionados em espaço minúsculo, sem água e alimentação e o local estava desprovido de limpeza. Os dois homens foram identificados e um deles possui doze fichamentos criminal pelo crime de tráfico ilegal de animais silvestres. Os pássaros são da raça trinca-ferro _(Saltator similis)_ e canários _(Sicalis flaveola)_. A captura e manutenção desses animais em cativeiro, sem a devida autorização do órgão ambiental competente é crime.

Foram lavrados 4 autos de infração ambiental totalizando, juntos, R$ 315.671,58 (trezentos de quinze mil, seiscentos e setenta e um reais e cinquenta e oito centavos). Os homens ficaram sob a custódia da polícia judiciária em Lavras/MG. A Polícia Militar do Meio Ambiente: a captura e a manutenção de animais silvestres em cativeiro sem a devida autorização do órgão competente é crime. Se flagrado, o autor será preso, sendo multado e responderá por crime ambiental.

Fonte: Polícia Militar de Minas Gerais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!