Mulher que matou criança em Divinópolis, é transferida para presídio em Bambuí

Sarah foi presa após confessar a autoria da morte de Amanda Calais, em Divinópolis — Foto: Reprodução/ Tv Integração
Sara demonstrou muita frieza ao conceder entrevista falando sobre o crime. (Foto: Divinews)

Sarah Maria de Araújo, de 38 anos, foi transferida para o presídio de Bambuí nesta terça-feira (13). A mulher foi presa na sexta-feira (9) e encaminhada para o presídio Floramar, em Divinópolis, após confessar que matou Amanda Filgueiras Calais, de 6 anos.

O motivo da transferência, segundo site divinews, é que diante  crime considerado hediondo (que ela assumiu a autoria) nem as presas a querem como companheira de cela na Floramar. Desde o dia em que ela que foi recolhida para a prisão, ela estava sendo “alojada” provisoriamente, em uma das salas da Penitenciária.

Segundo a polícia, ela ainda contou que estrangulou Amanda, e depois finalizou afogando a criança em um balde, e jogou o corpo da menina do 2º andar de sua residência. Depois do crime bárbaro demonstrou frieza em entrevista à mídia local.

Sepultamento

corpo da criança foi encontrado na quinta-feira (8) caído próximo à residência onde ela morava, no Bairro Lagoa dos Mandarins. A morte da menina foi motivada por vingança, segundo Sarah, a intenção era matar a mãe de Amanda. Amanda foi sepultada no sábado (10), no Cemitério Parque da Colina, no Bairro Jusa Fonseca em Divinópolis.

Manifesto

Alunos protestam contra violência infantil depois de morte de Amanda — Foto: Escola Balão Azul/Divulgação

Manifesto Uma escola particular no Bairro Levindo Paula Pereira realizou nesta terça-feira (13) uma ação em protesto à violência sofrida pela criança. A forma de protesto escolhida pela escola foi utilizar uma fita preta no braço durante os Jogos Estudantis de Divinópolis (JED), que começaram na última semana e seguem até setembro.

Os 12 alunos participantes dos jogos entraram em campo utilizando as fitas pretas. Além disso, uma faixa foi exposta com dizeres “Luto por Amanda e pela violência infantil”.

Fontes: Dininews e Tv Integração/G!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!