Candeias: 500 pessoas participaram da romaria à gruta do Padre José Erlei

O Padre imortalizado na memória dos campobelenses
O Padre imortalizado na memória dos campobelenses

15 anos sem o Padre. Um fato curioso é que José Erlei sempre dizia à familiares que o seu tempo na Terra seria o mesmo de Cristo. Como se fosse uma premunição, o sacerdote faleceu aos 33 anos.

No lugar do acidente, às margens da rodovia, foi construída uma gruta, que recebe muitos fieis.
No lugar do acidente, às margens da rodovia, foi construída uma gruta, que recebe muitos fieis.

O feriado de 02 de novembro para muitos fieis representa mais que o dia de Finados. Além de dedicar a quem já partiu, é dia de oração, lembranças e reflexão. Para campobelenses e candeenses, Finados ficou marcado na história de forma trágica. Foi naquela tarde de 02 de novembro de 2001, por volta das 15h00, que faleceu o Padre, imortalizado por muitos, e abalou várias cidades, principalmente as que ele atuou. Padre José Erlei de Almeida voltava da sua terra natal em Candeias (MG), mas não conseguiu terminar o percurso, que seria Campo Belo – onde era pároco. O religioso morreu vítima de um acidente de carro. No local, às margens da rodovia 354, construíram uma grupa em sua homenagem.

Mais de 500 pessoas participaram da Romaria este ano.
Mais de 500 pessoas participaram da Romaria este ano.

Querido e carismático, o Padre ganhou admiradores durante toda a sua existência e continua fazendo história. Muitos fieis acreditam que ele (Padre) tem feito milagres, o processo de canonização do mesmo já está em tramitação. Um anos após a sua morte, um grupo de aproximadamente 30 pessoas começaram uma romaria a pé de Candeias até a gruta. Segundo Aloísio, um dos organizadores, este número cresceu e após 15 anos de sua morte, 500 pessoas participaram da peregrinação de 02 de novembro de 2016. Uma cerimônia marcada pela comoção. Os olhares eram de saudade, de gratidão, de esperança. São sentimentos revelados por pessoas que entram na gruta para pedir a intercessão do Padre em prol de alguma causa. Seja na vida pessoal, profissional ou na área da saúde. Muitos fieis garantem terem recebido graças.

Os pais do padre (ao centro) e os organizadores da romaria, no quarto criado em homenagem ao religioso.
Os pais do padre (ao centro) e os organizadores da romaria, no quarto criado em homenagem ao religioso.

Aparecida de 61 anos, prima do religioso, diz que se curou de uma depressão fortíssima, após pedir ajuda ao Padre José Erlei. “Ele significa tudo. Tudo que à ele, recebemos graças. Tive uma depressão e fiquei sem motivações para viver e hoje estou curada”, contou.

Dona Maria de Lourdes lembra-se que o filho manifestou a vontade pelo sacerdócio aos quatro anos de idade.
Dona Maria de Lourdes lembra-se que o filho manifestou a vontade pelo sacerdócio aos quatro anos de idade.

Os relatos sobre as obras do religioso são muitos. Dona Vicentina da Consolação Rabelo de Carmópolis (MG) também têm histórias. O Padre viveu e trabalhou na cidade (a sua primeira paróquia).  Quando esteve lá, segundo a moradora, ele era amado e respeitado. Ao surgir a notícia de que seria transferido, a população se mobilizou, mas a atitude do padre surpreendeu a população. “Eu vou embora, pois é vontade do meu superior. De Carmópolis nunca esquecerei”, essa sobriedade era admirada pela comunidade, revela dona Vicentina.

Este ano a PMR deu apoio à romaria e permaneceu no local até o fim da celebração, movida pela comoção.
Este ano a PMR deu apoio à romaria e permaneceu no local até o fim da celebração, movida pela comoção.

Para ela, em vida Padre José Erlei já era um sábio. “Indicado por Deus. Todas as suas palavras eram precisas. Quem as seguia, sempre alcançava êxito,” completou a Ministra da Eucaristia.

Maria do Socorro Santos também de Carmópolis tem muita fé no Padre.  ” Minha neta é órfã de mãe. O pai é humilde.  Ela precisava estudar e não tínhamos condições de custear os estudos. Pedi que ele (Padre) a ajudasse. Quando estávamos sem esperança, ela ganhou uma bolsa de estudos e com cinco meses consegui serviço”, disse a moradora.

No quarto montado na residência dos pais, fieis deixam fotografias e pedidos. Segundo relatos, muitos são atendidos.
No quarto montado na residência dos pais, fieis deixam fotografias e pedidos. Segundo relatos, muitos são atendidos.

A história do lavrense  Niraldo Donizetti Teixeira é emocionante. Ele também garante ter recebido graças, através da intercessão do Padre. Segundo ele, há oito anos foi diagnosticado com um sarcoma (câncer) na coxa. Surpreendente, após ter feito o pedido na gruta, veio a grande notícia. “Estou curado. Pedi com fé e ele me atendeu. Nem os médicos acreditam nos resultados”, acrescentou Niraldo.

A placa colocada na gruta consta a oração da Ordenação do Padre. Nela, ele transcreveu o que sentia. Realmente um sábio.
A placa colocada na gruta consta a oração da Ordenação do Padre. Nela, ele transcreveu o que sentia. Realmente um sábio.

Silmara Carla  foi uma das últimas pessoas a conversar com o padre em vida. Ele estava entrando no carro e indo para Campo Belo. Ela não esquece daquele fatídico dia. “Estava feliz, veio almoçar com a família.  Falava sobre a família e a importância dela e isso marcou. Parecia uma despedida da família mesmo”, opinou.

O Padre José Erlei recebeu a homenagem de Honra ao Mérito, concedida pela Câmara de Campo Belo, na quinta e morreu no dia seguinte.
O Padre José Erlei recebeu a homenagem de Honra ao Mérito, concedida pela Câmara de Campo Belo, na quinta e morreu no dia seguinte.

Silmara também acredita nas obras que o Padre tem realizado na vida de milhares de pessoas. Ela disse que em 2012 lhe deram um diagnóstico de endometriose. A jovem fez exames e constatou tumor no intestino e necessitaria de videolaparoscopia.  “Sempre tenho o hábito de perdi a intercessão dele. A cirurgia durou seis horas, retirou ovários e trompa, além de dois centímetros no intestino grosso. Fizeram a biopsia, achavam que era maligno. Depois disso, o dreno abriu e quando foram olhar não tinha mais nada. Foi curado de um dia pro outro. Sou prova viva de um milagre”, relatou a amiga do Padre.

Missão

Um Padre que era sinônimo de Paz!
Um Padre que era sinônimo de Paz!

De acordo com o senhor Ozanan Rodrigues de Almeida, pai do padre, a ordenação do Padre José Erlei foi em 1994. Estudioso e dedicado, ele dominava vários idiomas: latim, francês, inglês e árabe.  O pai conta que José Erlei sabia que não viveria muito tempo. Na sua ordenação ele escreveu, mesmo sem saber, sobre sua curta trajetória. “Ele morreu aos 33 anos – idade de Cristo. O acidente foi às três horas da tarde de uma sexta-feira (dia e hora que Cristo morreu). São muitas coincidências. Ele sempre dizia que viveria o tempo que Cristo viveu,” lembrou com saudades, Ozanan Rodrigues.

No cemitério em Candeias, o túmulo do padre é o mais visitado.
No cemitério em Candeias, o túmulo do padre é o mais visitado.

A mãe, dona  Maria de Lourdes de Almeida, guarda muitas recordações. Para ela, a fé que a população tem sem seu filho ajuda a amenizar a dor.  Dona Maria diz que a vontade religiosa era algo mostrado na infância. “Aos quatro anos já manifestava a vontade de ser padre. O Bispo sempre o enviava à eventos para representar a Diocese. Morávamos na roça e ele já sabia a quem serviria.  É um enviado do Espírito Santo”, finalizou a mãe do padre, que recebe diariamente centenas de pessoas em sua residência que vão pedir e outros agradecer pelas graças recebidas em nome do religioso.

Processo de Canonização 

O Padre ainda bebê.
O Padre ainda bebê.

É a inclusão de alguém na lista (cânone) dos santos. – Esse processo caminha por etapas. Concedida a licença de Roma para abrir o processo, o candidato recebe automaticamente o título de Servo de Deus. Antigamente os santos eram canonizados pelo povo.

Quando morria uma pessoa com fama de santa, o povo comentava: “Era um santo”.

Esta aclamação popular era confirmada pelo Papa. Estava canonizado, isto é, entrou na lista dos santos do céu. O processo do padre está em estudos pela Igreja Católica. Vários relatos já foram encaminhados para análise.

4 comentários em “Candeias: 500 pessoas participaram da romaria à gruta do Padre José Erlei

  • 3 de novembro de 2016 em 09:53
    Permalink

    Que saudade! Que o Padre interceda por nós lá no Céu!

    Resposta
  • 3 de novembro de 2016 em 23:16
    Permalink

    Excelente padre!

    Hj sou evangélica e não creio mais em santos, porém, é inegável a unção que o Pare tinha, uma intimidade com Deus de dar inveja, tinha todas as excelentes qualidades que um sacerdote, de qualquer religião, sobretudo das varias vertentes cristãs deve ter.

    Que ele seja lembrando como exemplo para os que ficaram.

    Resposta
  • 4 de novembro de 2016 em 02:20
    Permalink

    Saudades imensa do Padre José Erlei! Pra mim já é santo e intercede a Deus por nós!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!