Necropsia realizada em cemitério das Mercês causa indignação em Campo Belo MG

SAM_7541

Depois de 47 horas de sofrimento família consegue sepultar campobelense que se afogou nas águas de furnas.  Além da angustia pelo resgate do corpo, familiares tiveram que driblar as informações desencontradas; a falta de estrutura (responsabilidade do Estado); Necropsia a céu aberto; Cemitério sem água para lavar o corpo e coveiros de chinelos (sujeitos a se contaminarem diante de tantas bactérias comuns ao local).

O sepultamento de Paulo Roberto da Silva (Goiaba) foi por volta das 16h00 desta quarta-feira (14) no cemitério das Mercês em Campo Belo (MG). Não teve velório. Ele se afogou na Lagoa Rica em Aguanil (MG) às 16 horas de segunda-feira (12). Antes disso, a família viveu momentos angustiantes. O diariocampobelo.com acompanhou o drama para sepultar o pedreiro. Foi muito sofrimento, muitas informações desencontradas e fatos a esclarecer, segundo familiares. Entre eles, porque as três pessoas que estariam em sua companhia na represa desapareceram e não ajudaram nas buscas indicando o local exato do afogamento? O corpo já estava em decomposição. Após idas e vinda na funerária responsável pelo serviço e a sensação de impotência tomando conta da família, finalmente realizaram a necropsia e liberaram o corpo para o sepultamento, movido pela comoção, principalmente da mãe de 86 anos e dos filhos.

SAM_7536

O perito só foi acionado, segundo informações, depois que a família procurou a delegacia. No departamento policial, a família teve a atenção merecida dos delegados dr. Rodrigo Alexandre Teodoro e dr. Alessandro Gambogi. Apesar do lado humano superar a precariedade do Estado, vem à tona à falta de estrutura. O serviço foi realizado no cemitério e sequer água para lavar o corpo ou instrumentos usados no exame havia no local (lembrando que o cemitério é responsabilidade do município). A polícia contou com a solidariedade de vizinhos, que forneceram baldes com água para que os profissionais improvisassem.

SAM_7551

Quando o Sargento da PM Jorge Vassalo, em uma atitude considerada heroica, encontrou o corpo na madrugada de quarta a família pensou que fosse o fim dos momentos intermináveis. Na realidade não foi. Estava apenas começando uma nova etapa. Autopsia realizada às 15 horas (por informações desencontradas) e no chão. Com o sepultamento, dona Francisca de 86 anos (mãe da vítima) disse: – “Me sento um pouco aliviada”.

Para moradores da redondeza, descaso com eles, familiares, com a vítima e até mesmo com a equipe do IML (Instituto Médico Legal). Uma pergunta ficou sem resposta: “até quando”? é o questionamento dos moradores e da maioria da população campobelense.

Um descaso que se repete a cada episódio deste tipo de exame. “Sabemos que é responsabilidade do Estado, mas o prefeito (maior autoridade da cidade), vereadores, deputados são nossos representantes. Cadê a sala de autopsia? Só no papel?”, declarou dona Maria.

SAM_7554

Elaine Faria avalia a situação como revoltante. “Mesmo diante d tanta precisão, esta demora .Os políticos ainda preocupados com um novo prédio da Câmara! Só Campo Belo mesmo!”, desabafou uma moradora da cidade.

Pelas redes sociais uma internauta também se espantou com a iniciativa, que já se tornou rotina para os moradores. ” Gente, mas onde é o IML mais próximo? Campo Belo é regional? Se sim, possui IML. Se não, existe um onde deve ser encaminhado, e não ser feito assim, no meio de um local a céu aberto e todos vendo. Denunciem na Câmara Municipal”. alertou Marcela Duque Reis Mazzini.

Enquanto isso, campobelenses têm que conviver com essa situação precária.

 

Fotos: diariocampobelo.com

2 comentários em “Necropsia realizada em cemitério das Mercês causa indignação em Campo Belo MG

  • 15 de outubro de 2015 em 10:13
    Permalink

    Realmente, precisamos buscar das autoridades uma solução. Realizar os trabalhos desta maneira fere de morte a família e toda a sociedade! Senhor Prefeito e Senhor Delegado Regional vamos, lutem, para que nosso IML vire realidade. Vocês são bons homens e tem um excelente nome, basta mais empenho. Desculpem, meus sentimentos a família. Com todo respeito.

    Resposta
  • 15 de outubro de 2015 em 14:16
    Permalink

    Como pode fazer isso nao so pq foi afogado tem que fazer isso..merece respeito imagino que a familia ficou infiguinada todos vendo eu aposto que fosse um rico de dinheiro eles teriam fazido de tudo… isso nao pode campo belo ta ficando pior e isso so em campo belo…

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!