Goleiro Bruno assina contrato e posa com a camisa do Poços de Caldas FC

Goleiro Bruno posa com a camisa do Poços de Caldas FC — Foto: Divulgação Poços de Caldas FC

O Poços de Caldas FC, enfim, anunciou oficialmente o goleiro Bruno Fernandes. Após dizer ter um acerto com o goleiro e esperar pela liberação da Justiça, o clube divulgou na noite desta terça-feira (27) a confirmação com o jogador, que já posou com a camisa do clube.

Em contato com o GloboEsporte.com, a advogada Mariana Migliorini, que representa o goleiro Bruno, confirmou o acerto, mas disse que o goleiro deve treinar em Varginha e que, em caso de jogos fora da cidade, apresentará um pedido à Justiça.

Barbalha fez enquete para saber se torcida aprovaria contratação de Bruno — Foto: Reprodução/Facebook
Crimes e polêmica

Bruno foi fotografado ao lado do presidente do Vulcão, como é conhecido o clube, Paulo César da Silva, que já havia dito que o goleiro deveria se juntar ao elenco que deve ser apresentado nos próximos dias e vai se preparar para disputar a terceira divisão do Campeonato Mineiro no segundo semestre de 2020.

Possibilidade de acerto com outros clubes

 Após o nome de Bruno voltar aos holofotes com um possível interesse do Barbalha, clube da 1ª divisão cearense, a advogada disse ainda que o goleiro está “bastante contente” com o acerto, já que o seu objetivo é manter a forma técnica, com a realização de treinos em Varginha.

No contato com o GloboEsporte.com, no entanto, Mariana Migliorini não descartou a possibilidade de uma futura saída do Poços de Caldas, já que afirmou que, enquanto isso, Bruno “poderá analisar com calma suas possibilidades e outras propostas”.

Crimes e polêmica

Bruno foi preso em setembro de 2010 e condenado em março de 2013pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza Samudio e pelo sequestro e cárcere privado do filho Bruninho.

Ele também havia sido condenado por ocultação de cadáver, mas esta pena foi extinta, porque a Justiça entendeu que o crime prescreveu sem ser julgado em segunda instância. As penas válidas somadas, então, são de 20 anos e 9 meses de prisão.

Redes sociais do Vulcão foram tomadas por comentários de torcedores e moradores de Poços — Foto: Reprodução Facebook

Atualmente o goleiro cumpre pena em regime semiaberto domiciliar em Varginha, onde está desde abril de 2017. Ele conseguiu a progressão de pena em 19 de julho após uma decisão da 1ª Vara Criminal e de Execuções Penais do município.

O acerto com Bruno gerou uma série de discussões na cidade e até as redes sociais do Poços de Caldas acabaram invadidas por torcedores e moradores. Em meio a críticas e elogios, o presidente do clube afirmou que estava preparado para a repercussão e que está focado no projeto do Vulcão.

Reprodução: G1/EPTV Sul de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!